domingo, 22 de maio de 2016

Um tangedor

"Ora, pois, trazei-me um tangedor. Quando o tangedor tocava, veio o poder de Deus sobre Eliseu." II Reis 3:15

Temos um programa de leitura da Bíblia denominado Reavivados por Sua Palavra. Cada dia, lemos um capítulo bíblico, em continuação. E há comentários que podemos consultar na internet sobre o capítulo lido.
O capítulo de hoje é II Reis 3 e traz mensagens poderosas para nós.
Durante o reinado de Saul, Davi e Salomão, o povo dos hebreus permaneceu unido. A partir do reinado de Roboão, filho de Salomão, que, seguindo maus conselhos, tornou pesado o jugo do povo, o reinado dividiu-se e apenas duas tribos seguiram os descendentes de Davi - as tribos de Judá e de Benjamim, iniciando-se uma nova dinastia no reino de Israel com as outras dez tribos.
Infelizmente, o reino do norte seguiu práticas idólatras, adorando a entidades pagãs dos povos em redor.
Quando os moabitas ameaçaram o reino do norte, o rei Jorão, descendente do ímpio Acabe, e que seguia as práticas do paganismo, pediu ajuda ao rei do sul, Josafá, que servia ao Senhor.
Josafá desejou ouvir um profeta do Senhor antes de irem à guerra. Foi chamado o profeta Eliseu, que sucedera a Elias, este tomado num carro de anjos para o céu. 
Ao chegar à presença dos reis, Eliseu deixou claro que só atendera ao chamado porque ali estava o rei Josafá, fiel a Deus. Mas, sentindo uma presença do mal na reunião, devido à influência das práticas pagãs, pediu que viesse um músico, para que tocasse música sacra, provavelmente. Então pôde sentir o poder do Senhor e profetizar que a vitória seria dos hebreus, como realmente foi.
Há múltiplas lições para nós neste capítulo e no versículo destacado.
Devemos evitar a reunião onde haja claramente a presença do mal (finalmente vivemos num conflito real entre Deus e o inimigo das almas). Ali não se manifestará o poder do Senhor. 
Se sentirmos uma influência negativa, contrária aos ensinamentos da Palavra, é bom que nos retiremos do lugar onde ela se manifesta, para que tenhamos o poder de Deus conosco. 
A boa música afasta a influência do mal. Para mim, que amo participar do louvor, este versículo falou ao coração. Devemos estar com a mente ligada a Deus no viver e ao tocar, louvando, para que nossa música possa ser usada para a glória do Senhor, nos ligando a Ele.
Vamos louvar e vamos ouvir a Palavra de Deus e praticá-la.


 

sábado, 14 de maio de 2016

Vida



"O ladrão vem somente para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância." João 10:10

São palavras pronunciadas por Jesus, mencionando o fim de sua missão na terra. Cada ato de Jesus, cada Palavra, cada milagre, e mesmo cada olhar destinava-se a contemplar com Sua Graça as vidas.
Os cegos que viram, os leprosos que foram curados e puderam regressar para junto de suas famílias, os paralíticos que voltaram a caminhar e os endemoninhados libertos sentiram exatamente o que é receber vida em abundância.
Essa nova vida não foi apenas oferecido aos contemporâneos de Jesus nesta terra. Ele a oferece a todos através dos princípios existentes em Sua Palavra.
Se lermos a Bíblia, que contém as palavras do Senhor para nós, estaremos obtendo vida em abundância.
É certo que o ladrão das almas tenta retirar dos homens a possibilidade de vida plena, mas Jesus nos chama para a oportunidade de viver bem, de viver no Caminho. A escolha é nossa.
 

sábado, 7 de maio de 2016

Amor que nos faz únicos

Porque eu era filho tenro na companhia de meu pai, e único diante de minha mãe. Provérbios 4:3
 
Quando ganhei minha primeira filha, senti muita alegria. Passara a ser mãe e agora tinha um bebê para cuidar, pelo qual era responsável. Sentia-me orgulhosa por isso e sentia muito amor pela linda nenezinha.
Quando tive outros filhos, percebi que essa alegria se renovava. Cada filho é especial para sua mãe, e único.
Também tenho alegria com os netos e um deles é como se fosse meu filho, porque mora comigo desde que nasceu.
O versículo está escrito do ponto de vista do filho, que se sente único diante da mãe, talvez por ser o primeiro filho, talvez por se perceber especial para ela. É bom que nos sintamos amados e protegidos por nossos pais e especiais diante de nossa mãe.As mães são colocadas por Deus nas famílias para que façam os filhos se sentirem assim - queridos, amados, especiais, valorizados. Filhos amados serão adultos que sabem amar e que se sentirão bem consigo mesmos.
Mães, continuemos incentivando e valorizando nossos filhos e netos, espalhando amor e confiança, que crescerão como semente do bem na vida deles.
Lembremos também todos que, para Deus, todos nós somos filhos especiais e muito amados, que o Senhor quer ver felizes e realizados.