terça-feira, 30 de junho de 2015

O Senhor me abençoe e alargue minhas fronteiras


"Jabez invocou o Deus de Israel, dizendo: Oh! tomara que me abençoes e me alargues as fronteiras, que seja comigo a tua mão e me preserves do mal, de modo que não me sobrevenha aflição! E Deus lhe concedeu o que lhe tinha pedido." I Crônicas 4:10

Durante a visita que minha irmã me fez neste fim de semana, vi em suas mãos um pequeno livro chamado "A oração de Jabez - Alcançando as bênçãos de Deus", do autor Bruce Wilkinson (Editora Mundo Cristão, São Paulo, 2003).
Fui levada a pedir que me emprestasse o livro antes de prosseguir viagem para o congresso a que se dirigia e o li na noite de sábado para domingo.
Jabez tem na Bíblia uma pequena biografia de apenas um versículo, contando que quando nasceu causou dor a sua mãe e ela lhe deu esse nome que significa exatamente Sofrimento. Essa história está no versículo 9, do capítulo 4 de I Crônicas, onde se trata dos descendentes de Judá. O versículo inicia dizendo, porém, que Jabez foi mais ilustre do que seus irmãos. 
A explicação para o êxito de Jabez está no versículo seguinte e o autor analisa a oração de Jabez, que encontramos ali registrada.
O nome era como um determinante na vida de uma pessoa à época e por isso Jabez precisava orar muito para que sua vida fosse abençoada. Com esse nome - Sofrimento - só poderia esperar uma vida infeliz. Pedir a bênção de Deus, o primeiro pedido de Jabez, implica em deixar nas mãos do Senhor a direção da vida. Ele não pediu uma casa, ou algo material mas enfatizou a bênção de Deus sobre ele. Deixou para Deus a forma como iria abençoá-lo e dirigir sua vida. 
O segundo pedido refere-se a alargar as fronteiras, o que, conforme o livro, significa abrir os limites de nossa zona de influência.O cristão é o sal da terra e seu ministério de melhor o sabor da vida precisa chegar ao mundo. Deus pode ampliar as fronteiras desse relacionamento. Levar a mensagem de uma vida nova a novas pessoas sempre nos dará também um sentimento de alegria e paz, como conta o autor 
O terceiro pedido refere-se à influência da mão de Deus sobre nossa vida e nosso ministério. Precisamos do poder da mão de Deus para ir atingir as fronteiras ampliadas. O livro conta milagres feitos no sentido de tornar possível um ministério, como a evangelização de uma ilha por alunos sem recursos.
O quarto pedido é também o final da oração de Cristo, o Pai Nosso: "Livra-nos do mal."Uma vez que Satanás se opõe de maneira mais contundente àqueles
que começam a se tornar uma ameaça a ele e seu reino, quanto mais Deus responder a suas orações de Jabez mais você deverá se preparar para enfrentar ataques espirituais." Pelo poder de Deus podemos receber a vitória.
A oração de Jabez, por fim, como toda oração, não funciona se não acreditarmos no poder de Deus e nas riquezas que tem reservado para nós. Nada a oração resolve se ficar apenas num livro ou mesmo numa rede social ou pendurada nas paredes. Entretanto, se exercermos nossa fé e orarmos em favor do ministério que é a vida do cristão, as bênçãos, as fronteiras, o poder aumentarão e a vitória contra o mal será concedida.

2 comentários:

  1. Oi Celina!
    Gostei demais da forma que você resumidamente explicou o que significa toda a oração de Jabez.
    Que possamos orar como ele e assim também sermos abençoados por Deus.
    Lindo demais.
    Beijos amiga.

    ResponderExcluir
  2. Oi Celina
    Já li esta livro e gostei muito e como há muitos exemplos de pessoas no livro que oraram a oração eu me propus a orar pedindo para que o Senhor alargasse a fronteira da minha mente para que eu pudesse compreender certas coisas, pois por anos havia algo que me incomodava muito e eu não entendia entre outras coisas e ao terceiro dia de oração minha mente se abriu e em então aquilo que era para mim algo tão escuro e difícil de entender e me causava dor já não me atormentava tudo ficou claro.
    Sei que oração move a mão de Deus e que Ele ouve a oração feita de um coração sincero que clama a Ele.


    Bjão pra vc

    ResponderExcluir