terça-feira, 29 de dezembro de 2015

2016 - Os pés na borda das águas

"E, quando os que levavam a arca chegaram até ao Jordão, e os seus pés se molhara na borda das águas (porque o Jordão transbordava sobre todas as suas ribanceiras, todos os dias da sega), pararam-se as águas que vinham de cima (...)" Josué 3:15 e 16

No portal  de 2016, desejo a vocês um Feliz Ano Novo, com muita fé!

Os versículos acima contam o início da travessia do Jordão, último obstáculo para os israelitas que chegaram a Canaã. 
O povo precisava atravessar o rio na época de sua cheia. A ordem de Deus era que passassem e as instruções previam iniciar a travessia antes que as águas parassem.
Foi assim que aconteceu. No momento em que os sacerdotes com a arca (que continha as tábuas da lei de Deus) colocaram o pé na água, as águas do rio pararam de forma sobrenatural formando uma parede e os israelitas puderam passar a seco.
A ênfase é para a fé e confiança em Deus. Quando Ele nos mostra o caminho, é importante iniciar a jornada confiantemente. Por certo, Deus nos leva até o final da jornada, se for ao lado do Senhor.
Coloquemos nossas jornadas nas mãos de Deus através da oração e confiemos em Sua Palavra. Ele nos dará vitórias!



sábado, 26 de dezembro de 2015

Água

"(...) A mim me deixaram, o manancial de águas vivas, e cavaram cisternas, cisternas rotas, que não retêm as águas."Jeremias 2:13

Jeremias viveu num tempo em que os hebreus se entregavam à adoração de deuses pagãos, que haviam conhecido no contato com os povos vizinhos.
O profeta levou mensagens de advertência e, neste lindo versículo, 
compara o amor de Deus e a comunhão com o Senhor a um manancial de águas vivas. 
Palavras semelhantes pronunciou Jesus, ao encontrar-se com a mulher samaritana junto ao poço. Ofereceu a ela água  que ela poderia fruir em toda a sua vida, e que nunca faltaria - a própria presença de Cristo na vida.
Em contraposição, o profeta menciona outra metáfora: o povo havia buscado cisternas rotas, onde a água não era retida - os falsos deuses que nada podiam oferecer. Falsos deuses podem também ser coisas atraentes mas que nada de firme e eterno e valioso podem oferecer.
Em determinado período de minha vida, tive uma chácara e ali mandei cavar uma cisterna. Após muitos metros, apareceu água. O homem que cavou me advertiu: esta água vai secar. Espere passar a época chuvosa e depois cavarei mais até atingir uma água permanente. Como sou teimosa, mandei colocar manilhas, revestindo as paredes do poço. Na seca, as águas secaram e então não foi mais possível cavar, porque os homens achavam perigoso cavar no fundo de um poço já revestido de manilhas de cimento, que poderiam desabar. A cisterna ficou vazia.
Que contraste - as águas correntes e uma cisterna que não retém água.
Por certo preferimos a Água da Vida às falsas esperanças que dão as cisternas rotas.


quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

O sol nascente


"Graças à entranhável misericórdia de nosso Deus, pela qual nos visitará o sol nascente das alturas,
para alumiar os que jazem nas trevas e na sombra da morte, e dirigir os nossos pés pelo caminho da paz." Lucas 1:78 e 79

Zacarias, pai de João Batista, louvou a Deus após o nascimento de João.
Esse sacerdote havia recebido a visita do anjo Gabriel anunciando o nascimento de um filho. Como não creu imediatamente, devido à idade avançada dele e de sua mulher, ficou mudo até a apresentação da criança no templo. Voltou então a falar e pronunciou este cântico, que se inicia com as palavras:

"Bendito seja o Senhor,
Deus de Israel,
porque visitou e redimiu 
o seu povo,
e nos suscitou plena 
e poderosa salvação
na casa de Davi, seu, servo,
como prometera,
desde a antiguidade,
por boca
dos seus santos profetas."

A vinda de um profeta antes do nascimento de Jesus fora profetizada por 
Isaías, quando disse: "Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor; endireitai no ermo vereda a nosso Deus. Todo vale será aterrado e nivelados todos os montes e outeiros; o que é tortuoso será retificado, e os lugares escabrosos, aplanados. A glória do Senhor se manifestará, e toda a carne a verá, pois a boca do Senhor o disse." (Isaías 40:3 a 5) Essas palavras foram repetidas pelo profeta João Batista antes do ministério de Jesus.

As profecias sobre o nascimento de Jesus cumpriram-se mas a Bíblia apresenta também previsões sobre uma segunda vinda de Jesus, como Ele mesmo prometeu. Assim como João Batista proclamou o início do ministério terrestre de Cristo, é necessário que seja preparada a sua segunda vinda. Todos devem estar prontos para recebê-lO quando vier: "(..) verão o Filho do Homem vindo sobre as nuvens do céu, com poder e muita glória. E ele enviará seus anjos, com grande clangor de trombeta, os quais reunirão os seus escolhidos (...)" Mateus 24:31



quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Calendário do Advento - 23

"Porque o Poderoso me fez grandes coisas. santo é o seu nome." Lucas 1:49

Essas palavras foram pronunciadas no muito conhecido cântico de louvor de Maria, pronunciadas ao visitar Isabel, sua parente que estava grávida do profeta João Batista, precursor do Salvador.
Ao saudar Isabel, a criança movimentou-se no seu ventre e Isabel exclamou: "Bendita és tu entre as mulheres, e bendito o fruto do teu ventre!" (Lucas:1:42)
Maria então louvou ao Senhor:
"A minha alma engrandece ao Senhor,
e o meu espírito se alegrou
em Deus, meu Salvador,
porque contemplou 
na humildade da sua serva.
Pois, desde agora,
todas as gerações me considerarão bem-aventurada,
porque o Poderoso me fez grandes coisas.
Santo é o seu nome.
A sua misericórdia vai
de geração em geração
sobre os que o temem. (...)"

Grandes coisas são as que fez o Senhor! O Nascimento do Salvador, anunciado pelos profetas do passado, foi miraculoso e não podemos entender esse mistério. Tudo estava previsto no plano da salvação do homem.
Somos felizes quando conhecemos o Menino Jesus e aceitamos a obra de salvação que nEle se cumpriu.

Nos vídeos,o cântico de Maria, pelo compositor J. S. Bach e num cântico religioso.




terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Calendário do Advento - 22

"Luz para revelação aos gentios, e para glória do teu povo de Israel." Lucas 2:32

Houve cântico e alegria no primeiro Natal.
Já mencionei neste Calendário  a canção dos anjos. Nestes dois dias próximos ao Natal apresento mais dois momentos de louvor.
Conforme a tradição judaica, Jesus foi levado ao templo com oito dias para ser apresentado. Lá muitos outros meninos estavam sendo apresentados, mas Simeão reconheceu em Jesus o Messias Salvador e louvou a Deus com as palavras:

"Agora, Senhor, podes despedir
em paz o teu servo,
segundo a tua palavra;
porque os meus olhos já viram
a tua salvação,
a qual preparaste
diate de todos os povos:
luz para revelação
aos gentios,
e para glória do teu povo 
de Israel."

Simeão recebera de Deus a promessa de que não morreria antes de ver o Messias. Sabendo que estava próximo o tempo do Nascimento, ia ao templo para olhar cada menino trazido pelos pais no oitavo dia.
Quando chegaram Maria e José, Deus revelou que aquele menino era o Prometido. 
Então Simeão levantou sua voz em louvor.

Cântico de alegria também devemos erguer pelo Natal e a dádiva de Jesus, nosso Redentor. A música do vídeo chama-se "Na noite em que nasceu" e foi cantada pelo coral do curso básico da Escola de Música de Brasília no recial de encerramento do semestre.





sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Natal de luz

"E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não prevaleceram contra ela." João 1:5
Nesta época do ano, as cidades começam a se ornamentar para o Natal. Há luzes nas árvores de Natal, na frente das casas e blocos, também nos shoppings e lojas. 
Tanta luz deixa as pessoas alegres e motivadas.
O que representa essa luz do Natal? O versículo diz que as trevas não dominaram sobre a luz; ela continuou brilhando.
Houve uma estrela, que tinha sido profetizada há muito tempo atrás, que guiou os magos a Jesus, mas só os magos sabiam o que significava a estrela.
A luz de Cristo se manifestou no templo quando o Menino foi apresentado e só dois velhos profetas a viram.
A luz de Cristo se manifestou durante três anos de ministério e só alguns a perceberam.
A luz de Cristo se manifestou na Sua ressurreição e poucos creram, muitos quiseram apagá-la.
Hoje as luzes nos trazem alegria, mas para muitos representam compras, objetos, presentes.
A luz de Cristo continua brilhando.
E nós compreendemos a Luz que brilha no Natal? Ela quer iluminar nossa vida.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Um novo cântico


"E me pôs nos lábios um novo cântico, um hino de louvor ao nosso Deus; muitos verão essas coisas, temerão e confiarão no Senhor."Salmos 40:3

O Salmo de Davi inicia mencionando uma situação em que Deus se inclinou e ouviu quando ele clamou por socorro.
Segue-se este versículo expressando louvor e gratidão.
Hoje houve um acordo sobre uma situação que há vários anos se demorava.
Durante algum tempo tentamos intermediação de algumas pessoas, a situação não mudou e finalmente chegamos à instância judicial.
Nos últimos meses,  insistimos em oração perante Deus sobre esse caso e hoje houve uma audiência de conciliação, presidida por um juiz paciente, que insistiu durante uma hora e meia, até que finalmente o acordo foi assinado.
Deus pode nos atender em todos os momentos e em todas as situações e acredito que O Senhor se alegra quando há conciliação e harmonização nos conflitos.
Que a paz esteja em nossa vida neste tempo de Natal e sempre!

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

O Senhor cuida de mim

"Eu sou pobre e necessitado, porém o Senhor cuida de mim."Salmos 40:17

Este é um texto de Davi sobre o socorro que Deus oferece quando estamos em situações difíceis. 
Hoje confio em Deus, e sei que ele conduz os fatos de forma que a justiça  e o bem sejam vitoriosos.
Conforme o mesmo Salmo, é feliz o homem que põe no Senhor a sua confiança e não se inclina para os arrogantes ou para os afeiçoados à mentira.
Deus é verdade e ama aqueles que se colocam ao lado da verdade.
Assim, posso orar, junto com o salmista:
"Não retenhas de mim, Senhor, as tuas misericórdias;
guardem-me sempre a tua graça e a tua verdade."
Amém!

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Profecia sobre Belém


"E tu, Belém Efrata, posto que pequena entre os milhares de Judá, de ti me sairá o que governará em Israel, e cujas saídas são desde os tempos antigos, desde os dias da antiguidade." Miqueias 5:2

Quando os magos seguiram a estrela e estavam próximos de encontrar o menino Jesus, perguntaram em Jerusalém onde nasceria o futuro rei dos judeus. 
Herodes, amedrontado ante a ameaça de um rei que poderia suscitar revolta entre os judeus contra o domínio do império romano, perguntou aos sacerdotes do templo judaico onde nasceria esse Menino.
Os sacerdotes, como estudiosos da Bíblia, sabiam: o Rei Libertador nasceria em Belém, de acordo com a antiga profecia.
Ele nasceu, a profecia se cumpriu. Cristo liberta não de impérios materiais deste mundo. Ele liberta do mal e prometeu nos levar para estar com Ele num lugar de eterna paz e justiça.
O Menino Rei cumprirá a promessa. 
Assista ao hino de Natal do século XVIII "Ele nasceu", na versão em português, cuja letra diz:
"É Natal, nasceu Jesus,
Soem vozes e sinos com prazer!
É Natal, nasceu Jesus,
Vamos seguir a estrela de luz.

A profecia se cumpriu,
O Menino Deus chegou,
Bela estrela já surgiu,
Deus o Pai a nós se revelou. 

Deus nos deu o Filho Seu,
Soem vozes e sinos com prazer!
Deus nos deu o Filho Seu,
Salvação veio nos trazer."



sábado, 5 de dezembro de 2015

Calendário do Advento - 5

"E, vendo-o, divulgaram tudo o que lhes tinha sido dito a respeito deste menino. " Lucas 2:17

Os pastores cuidavam das ovelhas nas montanhas - por isso os estudiosos da Bíblia creem que na realidade Jesus nasceu no início do outono, e não no início do inverno na Palestina. Discussão sobre datas à parte, esses homens humildes e muito interessados no estudo das profecias sobre o Messias, após espantarem-se e maravilharem-se com os anjos, foram a Belém, viram o Menino e passaram a contar a todos que viam sobre o que tinham ouvido sobre Ele, nas vozes dos anjos e, com certeza, pelo que lhes relataram Maria e José.
Nós também, como os pastores, temos ocasião de proclamar o Natal.


A Sissi, do blog Reflexões rápidas, está promovendo este Calendário do Advento.
A cada dia, até o dia 25, podemos postar uma mensagem sobre qualquer tema ligado a essa linda data. Tenho guardado estas reflexões em páginas especiais do blog.





domingo, 29 de novembro de 2015

A trombeta


"E ele enviará os seus anjos, com grande clangor de trombeta, os quais reunirão os seus escolhidos, dos quatro ventos, de uma a outra extremidade dos céus." Mateus 24:31

Aqui na minha árvore de Natal tenho algumas pequenas trombetas, imagem que sempre associei aos anjos anunciando o nascimento de Jesus.
Trombetas também são associadas à volta de Jesus.Conforme a Bíblia, Jesus voltará e será precedido pelas trombetas de miríades de anjos, já que elas são associadas à voz de Deus, à presença de Deus e aos seus juízos. 
Aprendi ontem que as trombetas assim mencionadas na Palavra não têm essa imagem, embora em outros momentos sejam mencionadas nos textos bíblicos trombetas de prata, semelhantes a essas que comumente conhecemos.
Entretanto a trombeta ligada à voz de Deus é o shofar, construído em chifres de animais, geralmente de carneiro. 
Na Bíblia o Cordeiro representa Jesus, como observamos em vários textos, inclusive em Apocalipse, como em Apocalipse 7:17: "pois o Cordeiro que se encontra no meio do trono os apascentará e os guiará para as fontes da água da vida."
Aqui ao final deste post mostro a imagem de um shofar. Creio na Bíblia e creio que ouvirei a trombeta quando Cristo voltar. Que esse som traga alegria a nossos corações naquele dia.

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Príncipe da Paz

"Porque um Menino nos nasceu, um Filho se nos deu, e o Seu nome será Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz." Isaías 9:6


A Bíblia apresenta muitas profecias quanto ao nascimento do Salvador. Na realidade, Jesus e a história da redenção que ele nos traz são o tema central de toda a Bíblia.
Ele aparece como o Maravilhoso Mestre que transformou a dor em alegria em tantas vidas, o Conselheiro que aponta o caminho para a felicidade, o Deus Forte que apresenta o Juízo, o Pai da Eternidade que esteve presente na criação da Terra, o Príncipe da Paz que há de voltar e instaurar um novo Reino, um Reino eterno de amor.

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Tempo de desamor - tempo de amor

"Eis que faço novas todas as coisas (...) Escreve, porque estas palavras são fiéis e verdadeiras." Apocalipse 21:5
Estamos em novembro, os shoppings e as residências se enfeitam para comemorar o Natal, que é um tempo de amor, mas as notícias que ouvimos não têm relação com o amor e sim com o ódio e o desamor.
Aqui próximo,em Minas,  um rio de lama destrói a natureza e a vida. Na França e no Líbano, terroristas destroem vidas pela violência.
Mas logo estaremos comemorando o nascimento de Jesus e falando em paz, união, alegria.
O tempo de Jesus é um tempo de amor, Ele expressou amor e perdão e falou em amar os inimigos, fazer bem aos que nos odeiam.
Ele também é o Criador e formou este planeta para que o habitássemos, de forma harmoniosa e agradável junto a uma natureza perfeita.
Além das festas de Natal, esperamos um tempo em que todos vivam em paz e alegria, em união, como promete Cristo, um tempo em que a terra será renovada e estará para sempre livre do mal. Existe na Palavra uma promessa de um tempo assim, quando o reino de Cristo triunfará para sempre.
Conheçamos esse Reino que a Palavra de Deus apresenta e preparemo-nos para esse tempo.

sábado, 14 de novembro de 2015

Para o lado direito

"Então, lhes disse: Lançai a rede à direita do barco e achareis. Assim fizeram e já não podiam puxar a rede, tão grande era a quantidade de peixes." João 21:6

Jesus já havia ressuscitado e havia aparecido duas vezes. Desta vez, passou algum tempo à beira-mar observando os discípulos pescarem (e não pegarem peixes) durante a madrugada.
Ao amanhecer, porém, viram um vulto na praia, que perguntou se tinham alguma coisa para comer. Responderam : - Não! - porque não haviam tido resultado algum na pesca.
Disse Jesus, então, como lemos no versículo acima, que deviam jogar a rede para a direita. Assim fizeram e pescaram grande quantidade de peixes, suficiente para romper a rede, o que não aconteceu.
João, o discípulo amado, reconheceu então Jesus e todos foram para a praia - Pedro após haver colocado suas vestes, porque estava sem elas no momento da pesca.
Interessante que Pedro estava com tanta pressa de ver Jesus que foi nadando para a praia. Os demais foram no barquinho, puxando a rede com as peixes.
Na praia, Jesus havia preparado comida para eles. Tinha preparado uma pequena fogueira e estavam ali em cima peixes. Havia também pão. Jesus pediu que trouxessem mais peixes dos recém recolhidos.
Jesus convidou-os então para comer, e deu-lhes pão e peixe.
Amigos, Jesus nos convida a seguir suas instruções para nós, que estão na Palavra. Ele nos convida na realidade a ser felizes e ter paz e alegria com Ele.
Se agirmos como o Senhor nos orienta, se lançarmos a rede"para o lado direito", teremos mais êxito do que se tentarmos seguir de acordo com nossas próprias ideias. Ele então nos alimentará e sustentará pelo Seu amor e misericórdia.

domingo, 8 de novembro de 2015

Na casa do oleiro

"Como o vaso que o oleiro fazia de barro se lhe estragou na mão, tornou a fazer dele outro vaso segundo bem lhe pareceu." Jeremias 18:4

Há um momento de estudo da Bíblia em nossa igreja em que as pessoas se reúnem em grupos para se dedicarem à leitura e comentários sobre um determinado livro ou tema. Neste trimestre estamos estudando o livro de Jeremias, em que se leem algumas advertências mandadas por Deus para o povo de Israel, e também para nós, é claro. O povo havia se entregue a práticas idólatras e estava esquecido da lei de Deus, àquela época. Como não atendeu aos apelos, foi levado mais tarde para o exílio em Babilônia, de onde só voltaram muito poucos setenta anos depois.
Deus mandou que o profeta Jeremias fosse até uma olaria, fábrica de objetos de cerâmica, para observar o que acontecia ali. Foi assim que ele viu no lugar um vaso estragado que foi refeito.
Uma das senhoras de nossa classe contou que, na infância, visitou olarias na sua cidade natal e viu no chão muitos cacos de barro que eram novamente umedecidos e reaproveitados para novos objetos. O barro somente não pode ser reaproveitado quando não pode novamente ser molhado e tornado flexível.
Sabemos que o Espírito Santo de Deus toca nosso coração, isto é, nossa mente para que nos transformemos a cada dia de acordo com a vontade divina. Precisamos ser barro flexível  e o Senhor nos modelará da melhor forma.


terça-feira, 3 de novembro de 2015

Ressurreição

"Porque assim como a morte veio por um homem, também a ressurreição dos mortos veio por um homem." (I Cor. 15:21)

Ontem, dia 02 de novembro, procurei aqui um versículo que falasse sobre ressurreição e não encontrei. Hoje, que tive acesso a um computador, estou postando alguns versículos que trazem esperança, falando de algo além desta vida.
Em toda a Bíblia, no Velho e no Novo Testamento, há referência à ressurreição, como um momento em que os mortos serão trazidos à vida, restaurados, por Cristo. Em alguns momentos este acontecimento está relacionado ao Juízo.
Sempre a ressurreição é associada à volta de Jesus, conforme o Senhor prometeu.
A ressurreição também é ligada à morte sacrifical de Cristo, assim como no versículo inicial deste texto.
Deixo aqui alguns desses versículos, que por certo nos trazem alegria e esperança, mesmo em meio a acontecimentos tristes.

"E, se não há ressurreição os mortos, também Cristo não ressuscitou." (I Cor. 15:13)
"E os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida; e os que fizeram o mal para a ressurreição da condenação." (João 5:29)
"Porque eu sei que meu Redentor vive e que, por fim, se levantará sobre a terra. (...) Vê-lo-ei por mim mesmo, e os meus olhos, e não outros o contemplarão (...)" (Jó 19: 25 a 27)
"Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados." (I Cor. 15:52)

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

O bebê Moises



Então lhe disse a filha de Faraó: leva este menino, e cria-mo; eu te darei teu salário. E a mulher tomou o menino, e criou-o. Êxodo 2:9

Imagine encontrar uma criancinha na rua num bercinho! Imagine mais: encontrar essa criancinha dentro de um rio. Isso aconteceu com a filha de Faraó, quando foi banhar-se no rio Nilo com suas aias. E então surgiu uma menina que ofereceu uma babá para cuidar da criança.
Os hebreus estavam passando um período de escravidão no Egito antes de estabelecerem sua nação na terra de Canaã. Como o povo crescia muito, faraó mandou que os meninos fosse mortos apos nascerem. No lar de Joquebede e Anrão, nasceu Moisés. A família o poupou e, inspirada por Deus, a mãe o colocou num cestinho para  que alguém o achasse e o criasse. Foi o que aconteceu.
Entretanto quem o criou ate doze anos foi a mãe, que era a babá oferecida pela própria irma - a menina que presenciou o encontro do bebê nas águas do rio.
Nesses doze anos, Moisés aprendeu sobre a historia de seu povo e sobre a promessa de um dia irem para uma terra deles, no futuro, guiados por um líder.
Oitenta anos depois Moisés tornou-se esse líder.
Hoje ensinamos a nossas crianças alguns princípios na infância. Que possamos usar bem esse pouco tempo que temos para ensina-los - porque o tempo passa rápido, e logo eles também terão suas próprias famílias e filhos para cuidarem.
Vamos aproveitar o Dia da Criança e vamos aproveitar a infância de nossos meninos e meninas e prepará-los para serem verdadeiramente vitoriosos.

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Deus nos ouve

“E esta é a confiança que temos para com Ele: que, se pedirmos alguma coisa segundo a sua vontade, Ele nos ouve."(I João 5:14)

Imagine uma criança no supermercado conosco, sempre pedindo que compremos alguma coisa mais. Evidente que, como temos mais experiência que ela, não atendemos a todos os seus pedidos. Às vezes ela entende o motivo, às vezes não.
Quando oramos a Deus, podemos confiar: Ele sempre nos ouve e responde.
Algumas vezes, oramos muito tempo por alguma bênção e não a recebemos, pelo menos como a desejávamos. Podemos nos sentir desanimados nesses momentos.
Como crianças, pedimos muita coisa ao Pai do Céu e muitas vezes não sabemos exatamente o que estamos pedindo. Podemos, entretanto, confiar em que Ele responderá da melhor maneira. Tenhamos fé na Sabedoria e no Amor de Deus!




segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Somos um


"Em um só Espírito fomos batizados, quer judeus, quer gregos, quer  escravos, quer livres." I Coríntios 12:13
No evangelho de Cristo, todos somos um só e todos somos iguais. Não há diferença de nacionalidade ou de classe social.
O versículo traz duas ideias: a de que deve haver unidade em nossa crença - os ensinamentos de Jesus, que estão registrados na Palavra de Deus, pois somos cristãos; a de que todos os cristãos são unidos no mesmo Espírito, são iguais,como mencionamos, pois receberam o mesmo batismo, em que passaram a viver uma nova vida pela influência do Espírito Santo de Deus.
Cristo antes de morrer orou pela unidade de seu povo e esta unidade inclui considerarmos todos os nossos irmãos como iguais e buscarmos na Palavra o fundamento da fé cristã que o Senhor Jesus nos deixou.

A propósito, observem esta música cantada no último festival de corais de que participou o coral de minha igreja - Somos Um. 



quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Acima de tudo, o amor



" Acima de tudo isto, porém, esteja o amor, que é o vínculo da perfeição." Colossenses 3:12

Recebi hoje num email a apresentação de slides que questiona o modo como tratamos a Bíblia nesta época de comunicação via celular.
Achei muito interessantes alguns trechos como:
"Quando sua fé precisar ser ativada, ligue Hebreus 11.
Quando Deus parecer distante, ligue Salmo 63.
Quando estiver solitário e com medo, ligue Salmo 23. 
Para saber o segredo da felicidade ligue Colossenses 3:12-17."
Então, fiquei curiosa para saber o segredo da felicidade e abri a Bíblia. Li que, como escolhidos por Deus, devemos nos revestir de afeto, misericórdia, bondade, humildade, mansidão e paciência. Também li que devemos conviver bem uns com os outros, perdoar (assim como o Senhor nos perdoa). 
O apóstolo continua dizendo que acima de tudo deve estar o amor, que é o vínculo da perfeição. Pelo que entendi, se quisermos prosseguir no Caminho a Cristo, temos que ter amor.
Há ainda outras instruções, como cultivar a paz no coração, usar muito a Palavra, louvar muito também, reconhecer as bênçãos. 
Tudo quanto fizermos, acrescenta a Palavra, que seja em nome de Jesus, agradecendo a Deus em nome dEle.
Amém!

sábado, 26 de setembro de 2015

Alegra-te


"Alegra-te, jovem, na tua juventude, e recreie-se o teu coração nos dias da tua mocidade; anda pelos caminhos que satisfazem ao teu coração e agradam aos teus olhos; sabe, porém, que de todas estas coisas Deus te pedirá contas." Eclesiastes 11:9

A juventude pode ser comparada à primavera da vida e esta mensagem dedica-se aos jovens, que apreciam  brincadeiras,  reuniões com os amigos, esportes, festejos alegres.
O sábio Salomão, neste versículo, reconhece que cabe, nesta etapa da vida, alegrar-se com atividades próprias da idade, lembrando, porém, de que há uma responsabilidade pelas  ações. 
Vi hoje de manhã um grupo de jovens que se dedica a um projeto chamado Sonhando Alto, através do qual os jovens se dedicam a uma atividade de venda de publicações religiosas com a finalidade de obterem o pagamento para seus estudos num internato, onde poderão diplomar-se em diversos cursos. Esses jovens têm um objetivo elevado em sua vida. Almejam obter uma boa formação para mais tarde  exercerem uma atividade útil à sociedade.
Uma pequena história verídica narrou a experiência de uma menina que trabalhava como doméstica na casa de uma família cristã e foi encaminhada para o Projeto Sonhando Alto em Minas Gerais. Um dia, uma senhora abastada ouviu o som da campainha e era uma moça franzina, tímida, de voz pouco audível, oferecendo livros para pagar a faculdade. Essa senhora marcou um horário para levar a moça a várias visitas a suas amigas e todas elas compraram coleções, possibilitando à jovem, originária de uma família muito pobre,  iniciar o curso na universidade. Ela tornou-se uma enfermeira e hoje exerce sua profissão num hospital.
Tendo boas escolhas na juventude, um dia os jovens serão adultos felizes e equilibrados. Além disso, quando chegar para eles o dia do julgamento divino, apresentar-se-ão bem perante o Senhor.
Aproveitemos nosso tempo, sejamos jovens ou não, de uma maneira sábia, e colheremos felicidade aqui e uma eternidade com Cristo.




sábado, 19 de setembro de 2015

Os tempos e as estações



É Ele quem muda o tempo e as estações, remove reis e estabelece reis. Ele dá sabedoria aos sábios e entendimento aos inteligentes. ( Daniel 2:21)

Este versículo está no contexto da história do profeta Daniel. O rei Nabucodonozor teve um sonho e o esqueceu. Reuniu os sábios do reino para que descobrissem qual era esse sonho e sua interpretação. Daniel, que havia sido levado cativo de Judá para a Babilônia,  orou a Deus e Ele lhe deu a revelação que pedira.
O rei havia sonhado com uma estátua de homem e cada parte da estátua se referia a um reino da história do mundo, sendo a cabeça de ouro o reino da Babilônia.
Foi no momento em que foi revelar o sonho e a interpretação ao rei que Daniel pronunciou as palavras acima, mostrando que Deus dirige o tempo através da história e que os verdadeiros sábios são aqueles que são os abençoados pelo Senhor, talvez após muita oração,  para verem a verdade através da Palavra.
Lembrei desse versículo pois ela, na sua primeira parte, lembra das estações e do tempo, que são também governados por Deus, como criador deste planeta.
Nesta próxima semana, a propósito, inicia-se a linda estação das flores no hemisfério sul. Ao contemplar a beleza da natureza, lembremos do Grande Autor. 



sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Bênçãos da semana - Tu abençoas


" Amaldiçoem eles, mas tu, abençoa; sejam confundidos os que contra mim se levantam; alegre-se, porém, o teu servo." Salmos 109 : 28

Quem é professor sabe que, algumas vezes, a sala de aula não é um lugar agradável, particularmente quando se tem de lecionar para uns quarenta adolescentes. 
Nesta semana, tive um desses dias difíceis durante as aulas, quando cheguei alegre na escola com as redações de todas as turmas corrigidas. A primeira turma e a segunda turma da manhã, pacientemente,  receberam as redações, passaram a limpo e procuraram esclarecer as dúvidas, como pedi.
A terceira turma, entretanto, por algum motivo que não cheguei a entender, ficou revoltada com as notas, que, a propósito, não eram tão baixas, na maioria. Reclamaram da correção dos trabalhos e algumas alunas chegaram a ser extremamente descorteses comigo, usando de palavras desagradáveis. Infelizmente, para restabelecer a ordem, tive de encaminhá-las à direção e pedi que fossem suspensas da minha próxima aula, que foi hoje.
Fiquei bastante preocupada, orei sobre o assunto, preparei a aula do dia e dirigi-me a essa turma no meu horário. Ao chegar à sala, as alunas que receberam a medida disciplinar vieram educadamente em minha direção, pediram desculpas, momento em que eu fiz ver a elas que existem autoridades que devem ser respeitadas no lar, na escola e na sociedade. Foram então para a biblioteca, como a direção pedira, até o final de minha aula. 
Agradeço a Deus porque me abençoou com calma e tranquilidade no dia de hoje.
Além disso, ontem já havia recebido um presente de Deus nas palavras de uma pequena aluna de piano, na escola da igreja onde leciono. A mãe dessa menina me relatou que ela tinha certo receio e indecisão quanto a iniciar a aprender música mas que agora estava feliz e afirmou em casa que, se soubesse como são as aulas de música, teria iniciado antes a aprendizagem.
Hoje, ainda, consegui entrar em entendimentos para substituir dois dias previstos para reuniões no sábado, dia em que não exerço atividades de trabalho, por correção de provas de uma colega num dia de semana.
Assim, essa foi uma semana em que tive dificuldades, mas na qual também fui abençoada por Deus no meu trabalho.
Estou agora pronta para uma pausa e, dentro de alguns minutos, vou-me dirigir ao ensaio para o louvor do dia de amanhã.
Este artigo faz parte de uma blogagem coletiva, idealizada para as sextas-feiras pela Cida, do blog Compartilhando bênção.
Tenham todos também um ótimo fim de semana!







 

sábado, 5 de setembro de 2015

Bênçãos sobre nossa casa



Sê, pois, agora servido de abençoar a casa de teu servo, para permanecer para sempre diante de ti, pois tu, ó Senhor Deus, o disseste; e com a tua bênção será para sempre bendita a casa de teu servo. II Samuel 7:29

Ouvi hoje uma palestra sobre a bênção que recai sobre a casa do justo, entendendo-se justo como aquele que procura estar perto da vontade do Senhor.
Eva olhou o fruto proibido, achou desejável, cobiçou-o, comeu-o e o levou para casa, pois o ofereceu a Adão. A Bíblia conta também que houve um guerreiro de Israel que viu um despojo proibido, de ouro e prata, no acampamento do inimigo e, contrariamente à ordem de Deus, levou-o para a tenda e ali o enterrou, trazendo maldição para o povo todo. Uma ilustração lembrada nessa preleção foi sobre a tragédia causada pelo césio, elemento radioativo, quando um catador achou bonito o pozinho brilhante que encontrou dentro de uma peça no lixo e o levou para casa, onde aquele pó entrou em contato com a pele da filha, que veio a morrer mais tarde em consequência disso.
Podemos alimentar superstições, como a de evitar passar sob escadas ou perto de gatos pretos. Podemos alimentar outras superstições como procurar um óleo ungido ou manter a Bíblia aberta no Salmo 91 sobre uma estante. Mas a bênção ou a maldição, não são essas superstições que fazem com que elas nos atinjam.
Somos nós mesmos que levamos ou o  mal ou a bênção para perto de nós e de nossa família. 
Escolhamos a bênção. Deus abençoará a casa dos justos. Que assim seja com nosso lar!


sábado, 29 de agosto de 2015

Amor sem medo

 " No amor nao existe medo; antes o perfeito amor lanca fora o medo. Ora o medo produz tormento; logo, aquele que teme nao e aperfeicoado no amor. "
I S Joao 4:18

Na mensagem biblica de hoje, foi mencionado este versiculo, lembrando que a familia e o lugar em que esperamos amor, seguranca e acolhimento. Assim, a violencia e o medo nao devem ter lugar no refugio do lar.
Ha muitas formas de violencia domestica, nao somente a violencia fisica. Assim, a violencia psicologica e uma dessas formas, assim como a violencia sexual e mesmo a violencia financeira praticada comumente contra idosos. Toda a violencia e condenavel, porque traz sentimentos negativos. 
O ideal cristao e um lar acolhedor e amoroso. Portanto, os verdadeiros valores cristaos, o verdadeiro amor no lar deixa longe o medo. 
Que tenhamos um lar feliz, e o meu desejo! Que nada afaste nosso lar do amor de Cristo!

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Bencaos da semana - sendo guiada por Deus

E guiaste-os de dia por uma coluna de nuvem, e de noite por uma coluna de fogo, para lhes iluminar o caminho por onde haviam de ir. Neemias 9:12

Uma amiga, a Cida, do blog Compartilhando bencao, sugeriu que aqueles que acompanham essa publicação postassem as 6as. feiras, quando desejassem, um artigo sobre as bênçãos recebidas na semana.
Creio que ontem o Senhor ofereceu sua guia a minha vida, quando meu neto casualmente, esteve visitando alguns colegas em nosso antigo endereço e passou na portaria do prédio. Havia alguma correspondência lá, que ele me entregou ao me encontrar.
Abrindo os envelopes, encontrei um aviso de uma entidade com a qual contribui e que me paga um beneficio mensal. Era uma convocação para fazer um recadastramento no banco em que recebo esse beneficio. 
Lembrei-me de que, no ano passado, por um equívoco da agencia a qual compareci, fiquei sem receber meu salario no mês de novembro, o que me causou muitos problemas. Eu já havia modificado o endereço junto a essa entidade mas, mesmo assim, a comunicação havia sido encaminhada para o antigo endereço.
Assim, hoje a tarde, ja satisfiz essa exigência da prova de vida.
Creio, que ainda hoje, Deus ilumina nosso caminho e que, nesta providencia necessária, Ele esteve me alertando.
Vamos rogar ao Senhor que esteja sempre a frente em nossa vida, e que nos mantenha no caminho seguro.

domingo, 16 de agosto de 2015

O Senhor e meu Pastor

"O Senhor é o meu Pastor. Nada me faltará." Salmos 23:1

Quão agradável é sentir-se protegido e guiado pelo Senhor, que, como pastor amoroso, alimenta suas ovelhas, guia-as por caminhos seguros e as alimenta.
Assim nada nos falta e podemos descansar dos cuidados.
A ansiedade não nos atingirá quando descansamos nos cuidados nesse Bom Pastor.
Experimente sentir-se como uma ovelhinha do Mestre Jesus! Deixe que Ele pastoreie sua vida.




sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Dia dos pais



O Senhor nosso Deus seja conosco, como foi com nossos pais; não nos desampare, e não nos deixe. I Reis 8:57

Os valores, inclusive religiosos, passados na infância, influenciam de forma marcante a vida adulta.
Quando meus filhos eram crianças, sempre viajava com eles à casa de minha mãe. Com isso, mostrava a importância que atribuo a meus pais e familiares, mesmo que em algum momento da vida tenha discordado de algum deles.
Nesta semana, meu filho Moisés, já adulto e casado, cumpriu uma promessa feita ao Cláudio, meu esposo e pai dele, e viajaram os dois para Porto Alegre, onde mora minha mãe.
É que naquela cidade fica a sede do time de futebol do coração dos dois e haveria um jogo ali, que infelizmente não se confirmou. Mas resolveram viajar assim mesmo e visitar minha mãe e a irmã do Claudio que moram lá.
Há bastante tempo, Moisés não via a bisavó e a tia e apreciei o fato de resolver visitá-las mesmo  não havendo o interesse principal da viagem, que era o jogo de seu time e mesmo tendo que viajar a serviço no dia seguinte.
Mandaram fotos junto com a família, inclusive uma de Moisés com a avó, já com mais de cem anos.
É importante valorizar os laços familiares e relembrar  da família dos pais, mesmo após constituir a própria família. É importante também cultivar os valores aprendidos com os pais e com os ascendentes. 
Para os pais, é importante passar aos filhos valores religiosos e morais na infância. Eles terão uma infância mais feliz e abençoada e  o que aprenderam de positivo continuará a abençoá-los na vida adulta. 






terça-feira, 30 de junho de 2015

O Senhor me abençoe e alargue minhas fronteiras


"Jabez invocou o Deus de Israel, dizendo: Oh! tomara que me abençoes e me alargues as fronteiras, que seja comigo a tua mão e me preserves do mal, de modo que não me sobrevenha aflição! E Deus lhe concedeu o que lhe tinha pedido." I Crônicas 4:10

Durante a visita que minha irmã me fez neste fim de semana, vi em suas mãos um pequeno livro chamado "A oração de Jabez - Alcançando as bênçãos de Deus", do autor Bruce Wilkinson (Editora Mundo Cristão, São Paulo, 2003).
Fui levada a pedir que me emprestasse o livro antes de prosseguir viagem para o congresso a que se dirigia e o li na noite de sábado para domingo.
Jabez tem na Bíblia uma pequena biografia de apenas um versículo, contando que quando nasceu causou dor a sua mãe e ela lhe deu esse nome que significa exatamente Sofrimento. Essa história está no versículo 9, do capítulo 4 de I Crônicas, onde se trata dos descendentes de Judá. O versículo inicia dizendo, porém, que Jabez foi mais ilustre do que seus irmãos. 
A explicação para o êxito de Jabez está no versículo seguinte e o autor analisa a oração de Jabez, que encontramos ali registrada.
O nome era como um determinante na vida de uma pessoa à época e por isso Jabez precisava orar muito para que sua vida fosse abençoada. Com esse nome - Sofrimento - só poderia esperar uma vida infeliz. Pedir a bênção de Deus, o primeiro pedido de Jabez, implica em deixar nas mãos do Senhor a direção da vida. Ele não pediu uma casa, ou algo material mas enfatizou a bênção de Deus sobre ele. Deixou para Deus a forma como iria abençoá-lo e dirigir sua vida. 
O segundo pedido refere-se a alargar as fronteiras, o que, conforme o livro, significa abrir os limites de nossa zona de influência.O cristão é o sal da terra e seu ministério de melhor o sabor da vida precisa chegar ao mundo. Deus pode ampliar as fronteiras desse relacionamento. Levar a mensagem de uma vida nova a novas pessoas sempre nos dará também um sentimento de alegria e paz, como conta o autor 
O terceiro pedido refere-se à influência da mão de Deus sobre nossa vida e nosso ministério. Precisamos do poder da mão de Deus para ir atingir as fronteiras ampliadas. O livro conta milagres feitos no sentido de tornar possível um ministério, como a evangelização de uma ilha por alunos sem recursos.
O quarto pedido é também o final da oração de Cristo, o Pai Nosso: "Livra-nos do mal."Uma vez que Satanás se opõe de maneira mais contundente àqueles
que começam a se tornar uma ameaça a ele e seu reino, quanto mais Deus responder a suas orações de Jabez mais você deverá se preparar para enfrentar ataques espirituais." Pelo poder de Deus podemos receber a vitória.
A oração de Jabez, por fim, como toda oração, não funciona se não acreditarmos no poder de Deus e nas riquezas que tem reservado para nós. Nada a oração resolve se ficar apenas num livro ou mesmo numa rede social ou pendurada nas paredes. Entretanto, se exercermos nossa fé e orarmos em favor do ministério que é a vida do cristão, as bênçãos, as fronteiras, o poder aumentarão e a vitória contra o mal será concedida.

terça-feira, 23 de junho de 2015

Nova estação

"Disse também Deus: Haja luzeiros no firmamento dos céus, para fazerem separação entre o dia e a noite; e sejam eles para sinais, para estações, para dias e anos." Gênesis 1:14

Embora na cidade em que moro  a temperatura sempre fique numa média amena, o dia hoje está mais frio, marcando bem o início do inverno.
Recebi uma mensagem com este versículo acima. Creio  que Deus criou o universo e que governa o tempo, inclusive as estações e, por isso, me identifiquei com o versículo.
O sol marca para nós a passagem dos dias, dos anos e das estações. Estou feliz hoje porque chegamos a esta estação, embora não aprecie muito o frio.
Esta é a estação do meu aniversário e mais uma vez estamos chegando a esta data.
O ano na minha vida transcorreu bem para mim, porque estou com saúde, desenvolvo bem minhas atividades no trabalho e em casa, todos os familiares também estão com vida e saúde, dentro do previsto para a faixa etária de cada um. Vejo com alegria as crianças queridas crescendo e os adolescentes amadurecendo para a idade adulta. Os problemas que surgem estão sendo superados da melhor forma possível. Assim, quatro estações passaram e a vida continuou a passar de forma amena.
Assim como creio no comando de Deus sobre o universo, os astros e o tempo, creio no comando de Deus sobre nossa vida e rogo a Ele que me mostre a cada dia o melhor caminho para que as estações se sucedam tranquilas.

sexta-feira, 12 de junho de 2015

Meu anjo

"Os anjos não são, todos eles, espíritos ministradores enviados para servir aqueles que hão de herdar a salvação?" Hebreus 1:14

Estou compartilhando hoje parte da leitura que fiz nesta manhã, do livro "O sorriso de Deus - Meditação da mulher", texto escrito por Eunice de Faria - Meu anjo.

           "Se há um assunto que me faz meditar e que me fascina é o que diz respeito aos anjos!
             (...) enquanto lia a Meditação Matinal de 2008, escrita pelo pastor Wilson Sarli, me demorei a refletir sobre esse assunto, já que é um dos meus preferidos.
             Durante minha adolescência e juventude, tive claras provas de que "o anjo do Senhor acampa-se ao redor dos que O temem e os livra." (Salmo 34:7), e, quando li essa meditação, fiquei imaginando que o meu anjo fez uso de suas muitas habilidades para que eu pudesse permanecer feliz, saudável e segura.
              Tenho certeza de que meu anjo protetor esteve ao meu lado quando saí do ventre de minha mãe e ficará até quando Jesus voltar, para me acordar do sono tranquilo ou para se revelar a mim sem que eu precise passar por esse momento.
              Isso é muito importante; porém, mais importante ainda, é saber que esses seres tão magníficos em poder poderiam estar fazendo coisas mais urgentes do que olhar para uma pecadora como eu. Meu anjo cuida de mim como se eu nunca tivesse crescido, e me ama sem eu nunca ter pedido. Seu cuidado é incondicional! E sabe por quê? Porque sua obediência ao Criador é também incondicional. Ele recebeu essa missão do Senhor Jesus, de vir à Terra e cuidar a cada instante de mim, já que sou tão preciosa para Ele. Quanta honra! Sou mesmo uma privilegiada; amada e salva por Jesus, "pajeada" a todo instante por meu anjo! 
               Meu desejo a você e a sua família é que, neste instante, você sinta que anjos estão ao seu redor e não se entristeça se estiver sozinha, porque, na verdade você não está! (...)"

                Este é também meu desejo, que sintamos a presença dos anjos ao nosso redor!



terça-feira, 2 de junho de 2015

Perdão


"Bem-aventurado aquele cuja iniquidade é perdoada, cujo pecado é coberto." Salmos 32:1

Vítor - esse não é seu nome verdadeiro - estava constantemente triste, não sentia mais alegria ou motivação em sua vida. Tinha um grande peso na consciência, pois estava fazendo algo que sabia estar errado. Faltava com a honestidade em seu trabalho. 
Como era cristão, costumava procurar algum conforto na Palavra de Deus. Era isso que fazia um dia à noite, mas o versículo de Salmos não parecia trazer-lhe alguma mensagem especial. Por um momento tirou os olhos da Bíblia. 
No momento seguinte, quando olhou o versículo, em lugar das palavras que lera antes, encontrou as palavras do capítulo 32, versículo 1, que iniciam esta reflexão. Talvez o vento tenha adiantado ou atrasado algumas folhas do sagrado livro, trazendo-lhe uma mensagem de Deus.
Os versículos seguintes dizem:

"Bem-aventurado o homem a quem o Senhor não atribui iniquidade e em cujo espírito não há dolo.
Enquanto calei os meus pecados, envelheceram os meus ossos pelos meus constantes gemidos todo o dia.
Porque a tua mão pesava dia e noite sobre mim, e o meu vigor se tornou em sequidão de estio.
Confessei-te o meu pecado e a minha iniquidade não mais ocultei. Disse: confessarei ao Senhor as minhas transgressões; e tu perdoaste o meu pecado."

Vítor encontrou aí o caminho para suas próximas ações. O erro foi confessado; vieram consequências duras, mas seu coração sentiu grande alegria por ter-se arrependido, afastado do pecado e feito uma confissão a quem havia prejudicado. 
Voltou a animar-se e procurar seguir sua vida reerguendo-se da queda. 

Ao ler esses versículos, podemos ter uma certeza: Deus nos anima a confessar e abandonar os pecados. Isso trará de volta a serenidade e paz perdidas e a confiança no perdão divino.

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Paz

"Misericórdia, e paz, e amor vos sejam multiplicados." Judas 1:2
A saudação mencionando a paz de Cristo é utilizada desde o início do cristianismo.
O mundo em que vivemos pede que oremos sempre pela paz. Precisamos de paz em todos os aspectos de nossa vida para que prossigamos tranquilos para nossos objetivos e para nosso alvo final, com Deus.
O que muitas pessoas desejam mais é poder viver harmoniosamente com suas famílias, desempenhar suas atividades com tranquilidade, ter uma vizinhança calma, dormir bem e despreocupadamente.
Que o Senhor Deus nos dê a paz, leitor. Vamos orar por isso!