sábado, 19 de janeiro de 2019

A porta aberta

"Eu abri diante de vocês uma porta que ninguém pode fechar!" Apocalipse 3:8 (final)

Nos capítulos 2 e 3 de Apocalipse, o evangelista João escreve às igrejas a mensagem que recebe em visão de Jesus.
As cartas aplicaram-se a sete igrejas existentes na Ásia no primeiro século, aplicam-se às etapas do cristianismo através dos séculos e aplicam-se a cada um de nós
Este fragmento é da carta à igreja de Filadélfia e refere-se a um dos últimos períodos da história da igreja cristã, visto que é a penúltima carta.
A porta significa primeiramente o próprio Jesus, que dá acesso à salvação e à vida eterna.
Lembra também que Deus é aquele que dirige nossas vidas. O versículo anterior menciona: "Esta é a mensagem daquele que é santo e verdadeiro. Ele tem a chave que pertencia ao rei Davi; quando ele abre, ninguém fecha, e quando ele fecha, ninguém abre." (Apocalipse 3:7) Nosso Deus é onipotente, pode permitir que uma porta se feche para nós, mas também abre outras. Deus nos oferece muitas oportunidades, principalmente a oportunidade de uma vida feliz, ligada a Ele. 
O inicio do versículo 8 menciona uma mensagem especial: "Eu sei o que vocês estão fazendo. Sei que têm pouca força. Vocês têm seguido os meus 
ensinamentos e têm sido fiéis a mim."  Nosso Deus nos conhece e vê cada passo nosso. Ele conhece os que são sinceros e buscam segui-lo. Àqueles que abrem a vida para o Senhor, Ele mostra uma porta aberta para o Reino dos Céus, para a Vida abundante, que começa aqui, quando O procuramos.
A porta da oportunidade  está aberta para nós, busquemos o melhor caminho! 

segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

Novo de novo

"Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo." II Coríntios 5:17

Ao fim de cada ciclo e início de novo, há em cada um de nós o desejo de renovação. Cumprimentamos muitas vezes a todos com votos de  um feliz ano novo e de que tudo seja maravilhoso no próximo ciclo. Por isso, há rituais com muitas luzes brilhantes, roupas novas de cores que simbolizam o que desejamos para a vida nova e festas com música ruidosa.
Deus nos oferece uma renovação não a cada ciclo, mas a cada dia. Toda vez que o buscarmos com o desejo sincero de renovar nossa vida, o Senhor estará a nosso alcance e estenderá sobre nós as brancas vestes da justiça. 
Diz um idoso pastor amigo que ele tem a certeza da salvação, porque a cada dia e a cada momento está orando pela santificação, isto é, pela renovação da vida no caminho de Cristo.
Seguimos no caminho da renovação também em 2019, seguimos com Jesus, buscando a Luz do Mundo, que ilumina  nossa vida no caminho da felicidade duradoura.

domingo, 23 de dezembro de 2018

Cenas da história de Natal



"Porque um Menino nos nasceu, um filho se nos deu e o principado está sobre seus ombros e se chamará o seu nome Maravilhoso, Conselheiro, Deus forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz."  Isaías 9:6

 Em visão, a jovem Maria recebe a promessa trazida por um anjo: será a mãe do  Rei Salvador de Israel.

Uma jovem solteira e seu noivo perambulam atrás de um lugar para passar a noite. Ela está grávida e o bebê, prestes a nascer.
Alguém permite que fiquem num estábulo para animais. Havia uma manjedoura com palha. Ali nasce o Menino.

Alguns pastores no campo cuidam de suas ovelhas, eles olham para o céu e veem anjos que cantam uma doce mensagem. Nasceu o Salvador! Que doce surpresa! De um salto, deixam as ovelhas no abrigo e vão a Belém! Acham mesmo o lugar com a manjedoura para animais e uma criança envolta em panos. Maravilhados, adoram o Bebê.

Três homens cansados de uma longa viagem do Oriente chegam a Jerusalém. Estão seguindo uma estrela profética que os levará ao Rei Prometido, recém-nascido. Velhos estudiosos da Bíblia dizem que o Rei nasceria em Belém. 
A estrela paira sobre o estábulo e os sábios orientais adoram a Jesus, trazendo valiosos presentes. 

O Bebê é levado ao templo para ser dedicado. Um homem de barbas brancas e uma velha senhora o reconhecem como o  Prometido. Choram comovidos e agradecem a Deus. As palavras do velho profeta impressionam a jovem Maria. O Menino será um sinal de Deus, mas também haverá tristeza no caminho da mãe. 

Lembremos dessas cenas enquanto comemoramos o Natal! Feliz Natal!

 

sexta-feira, 30 de novembro de 2018

O cetro do Rei


"Judá vai segurar o cetro de rei, e os seus descendentes sempre governarão. As nações lhe trarão presentes, os povos lhe obedecerão. Ele amarra o seu jumentinho numa parreira, na melhor parreira que há. Ele lava as suas roupas no vinho, lava a sua capa no vinho cor de sangue." Gênesis 49:10 e 11
Nesta última semana de novembro, estamos refletindo, de acordo com nosso programa de leitura da Bíblia, nos capítulos finais de Gênesis.
Chegamos ao início da história do povo de Israel. Jacó, o pai das doze tribos, próximo à morte, está cercado por seus filhos e abençoa cada um deles.  Profere também uma bênção sobre os netos Efraim e Manassés, filhos de José, que havia sido vendido como escravo para o Egito e se tornara governador da terra, casado com uma egípcia. Os anos finais de Jacó, aliás, foram alegrados pelo reencontro com José que ele julgava estar morto.
Ressalto aqui a bênção profética sobre a tribo de Judá, nos versículos acima. Ali está a história do povo hebreu, que seria governada por reis originários da tribo de Judá, como Davi e Salomão. A essa tribo pertence também Jesus, o Salvador. 
Os versículos apontam também para o nascimento de Jesus, que será adorado como Rei por nobres orientais, embora os hebreus a sua volta assim não O reconheçam.
A foto acima mostra um coral natalino, louvando ao Rei Jesus pelo Natal, na rua Coberta, em Gramado, Rio Grande do Sul. Ali, turistas de todo o Brasil e do mundo se reúnem para celebrar o Natal.  Semelhantemente, as pessoas cantam louvores em todo o mundo nesta época, como oferendas ao Menino.
Mas os versículos mostram também a esperança da salvação, com a alusão profética sobre os dias finais de Jesus, que entrou em Jerusalém sobre um jumento e ali foi morto, confirmando a Palavra, que aponta para a morte sacrifical do Salvador. Por isso, as palavras de Jacó:"lava a sua capa no vinho cor de sangue".
O versículo ainda mostra Jesus como eterno Rei sobre os povos - "os povos lhe obedecerão". Que estejamos reunidos com a grande multidão de salvos que terá Jesus como Rei após a segunda vinda e na terra renovada, de acordo com as promessas bíblicas.




sábado, 17 de novembro de 2018

Auto sabotagem

"Eu castigo aqueles que me odeiam, até os seus bisnetos e trinetos. Porém sou bondoso com aqueles que me amam e obedecem aos meus mandamentos e abençoo os seus descendente por milhares de gerações." Êxodo 20: 5 e 6

Ouvi hoje uma palestra sobre auto sabotagem emocional. A palestrante mencionou que muitas vezes as pessoas, sem explicação lógica, tomam atitudes que prejudicam a vida e não conseguem interromper essa forma de comportamento. 
Ao interrogar a pessoa sobre sua conduta, ela costuma mencionar que seu pai ou sua mãe agiram assim. E, muitas vezes, ao interrogar os pais da primeira pessoa, a resposta é no sentido de que os avós também agiram assim.
Neste sentido se aplica o versículo acima:a consequência dos erros atinge os descendentes, no sentido de que seguem a influência dos ancestrais.
Então não haveria um fim nesse ciclo? Sim, há. Seguindo a leitura, podemos sentir a graça de Deus quando promete abençoar aqueles que O amam e se aproximam do Senhor. E aqui a bênção se estende por milhares de gerações.
Isso significa que a bênção é infinitamente maior que a maldição.
Andemos no caminho do Senhor e colhamos as infinitas bênçãos. A promessa é verdadeira para nós e nossas famílias.

 

sábado, 3 de novembro de 2018

A vinha e seu fruto



"Quem planta a vinha e não come do seu fruto?" I Coríntios 9:7

Este versículo, lido no início do sermão de hoje, lembra, no seu contexto, o semear e colher a Palavra. O orador, entretanto, inicialmente, generalizou o sentido e se referiu à colheita das ações da vida. 
Algumas vezes, durante uma viagem, vejo uma plantação, ou de algodão, ou de sorgo, ou mesmo de coloridos girassóis. Caso não consiga fotografar esse campo no trajeto de ida, combino com meu marido, que fica à direção do carro, que na volta estacionaremos num local próprio para fotografar aquela plantação, geralmente próxima à ceifa. Já ocorreu de registrar algumas fotografias de um campo próximo à colheita e já ocorreu uma vez de ter sido já colhida a plantação na volta do passeio.
No penúltimo mês do ano lembramos inevitavelmente do que fizemos, ou plantamos, no ano que passou. A colheita pode não ocorrer durante o ano mas  nos próximos anos nossos e de quem passou por nós. 
É bom refletir nos nossos atos e nas consequências que terão para nós, para nossos familiares, para as pessoas com quem convivemos ou que atendemos em nossas atividades profissionais.  A colheita de todos os atos semeados é certa. É bom poder imaginar uma colheita promissora e melhor ainda poder apreciá-la.
Que as sementes que lançamos se tornem fruto maduro e agradável na colheita!



 

sábado, 20 de outubro de 2018

Novamente em Gênesis

"Enquanto o mundo existir, sempre haverá semeadura e colheita, frio e calor, verão e inverno, dia e noite." Gênesis 8:22
Acompanho a leitura da Bíblia por um programa chamado Reavivados por Sua Palavra. Lemos um capítulo por dia e nele meditamos.
Este mês chegamos ao último capítulo de Apocalipse e voltamos a estudar o primeiro livro da Bíblia, o Gênesis. 
São lindos textos sobre o início da história da terra, de acordo com a Palavra de Deus.
No capítulo 8, encontrei uma linda promessa. 
Ao sair a família de Noé da arca, Noé erigiu um altar e agradeceu a Deus, o livramento do dilúvio. Deus recebeu o agradecimento e agradou-se dele. Então é proferida a promessa do versículo acima:
O Criador promete que sempre manterá a terra em condições de produzir, para que haja mantimento para o homem. Promete também que as estações seguirão sempre o seu curso, e também o dia e a noite, para que o homem possa ter um ciclo de trabalho e de repouso e uma segurança quanto às condições de vida no planeta.
Deus é Criador e mantenedor. Podemos confiar na sua guia e cuidado sobre nós individualmente, sobre as nações e sobre todo o planeta.
Observemos a guia e cuidado de Deus e agradeçamos em oração!